Blog

Dietas milagrosas, restritivas e outras modas

 

O novo ano já começou e, com ele, muita gente promete que vai iniciar uma dieta ou que vai emagrecer. O problema disso é que, normalmente, as pessoas buscam por resultados rápidos e acabam recorrendo às dietas que podem desequilibrar o organismo ou ainda, o seu comportamento em relação à comida.

E é aí que aparecem as dietas milagrosas. Elas juram eliminar vários quilos em tempo recorde. Mas cuidado! Para que você não se arrisque, vamos falar das principais dietas aqui.

Dietas para Emagrecer

Dieta da Fruta

O método mais comum dessa dieta desenvolvida pelo nutricionista americano Jay Robb é comer apenas frutas e uma porção de proteína diariamente, durante três dias.

Mesmo que as frutas façam parte de uma alimentação saudável por conter vitaminas, antioxidantes e muita fibra, essa dieta é muito baixa em gordura e proteína, o que pode trazer prejuízos à saúde como anemia, osteopenia, queda de massa muscular, deficiência de vitaminas do complexo b, levando à diversos desequilíbrios.

Dieta da Proteína

A dieta baseia-se no aumento do consumo de alimentos ricos em proteínas excluindo os alimentos ricos em carboidratos. Comer mais proteínas ajuda a diminuir a fome e aumentar a sensação de saciedade. As proteínas ainda podem aumentar o metabolismo e ajudar o organismo a utilizar outras fontes para produzir energia, como por exemplo a gordura.

Contudo, esse tipo de dieta é pobre em alimentos chamados de reguladores (frutas, legumes e verduras). E eles são essenciais para fornecer fibras, que contribuem em muito para um bom funcionamento intestinal e micronutrientes, que regulam nosso metabolismo, ajudam no nosso sistema imunológico, produção de hormônios, formação de energia, dentre várias outras funções.

Dieta Intermitente

O jejum intermitente é um método de emagrecimento no qual períodos de privação e períodos de alimentação são intercalados. Existem vários protocolos, mas o mais utilizado é o de ficar de 12 a 16 horas sem se alimentar, podendo ‘aproveitar’ o período noturno para isso.

O objetivo é fazer com que o corpo utilize os estoques de gordura e com isso haja uma perda de massa gorda. O método, no entanto, não é indicado para todas as pessoas. Pode trazer problemas como alteração na tireóide e aumento nos níveis de hormônio do estresse, quando feito sem a orientação adequada.

Dieta Master Cleanse

Criada pelo praticante de medicina alternativa autodidata Stanley Burroughs, na década de 40, a também chamada Dieta da Limonada, consiste em beber 6 a 12 copos por dia de uma bebida contendo suco de limão, xarope de bordo, água e um pouco de pimenta caiena.

Nenhum alimento sólido é ingerido por pelo menos dez dias. A única fonte de calorias e nutrientes é essa bebida caseira. Isso torna essa dieta um problema sério. Já que, além de não gerar nutrição para o corpo, grande parte da perda de peso se deve à perda de músculos. Ou seja, isso gera muito desequilíbrio para o corpo, favorecendo o reganho de peso e redução do metabolismo.

Dieta Dukan

Criada pelo médico francês Dr. Pierre Dukan, a dieta dividida em 4 fases:

– Na 1ª fase só é permitido comer alimentos ricos em proteínas, sendo proibidas as fontes de carboidratos e os doces.

– Na 2ª fase são introduzidos na alimentação alguns legumes e verduras, mas ainda não é permitido comer carboidratos.

– Na 3ª fase, são liberadas porções específicas de frutas, pão de forma integral e queijo. Além disso, uma de 1 porção de carboidrato 2 vezes por semana.

– Na 4ª fase as recomendações são: fazer 1 vez por semana a dieta da proteína semelhante à 1ª fase. Fazer 20 minutos de exercício físico por dia, abandonar o elevador e usar as escadas e ingerir 3 colheres de farelo de aveia por dia.

Apesar de ter uma sequências lógica e interessante, essa não é uma dieta de reeducação alimentar. Por isso, facilita a recuperação de todo o peso perdido em pouco tempo, pois não gera mudança de hábitos que são sem dúvida a melhor forma de emagrecer de forma sustentável.

dietas para emagrecer

Vale lembrar que antes de iniciar qualquer tipo de dieta, é preciso um acompanhamento profissional para que ele possa te orientar sobre a melhor forma para você mudar seus hábitos alimentares e, assim, perder peso de forma saudável e eficaz.

Melhor ainda se esse acompanhamento for multidisciplinar, aliando nutricionista, endocrinologista e psiquiatra, assim os resultados acabam sendo otimizados. Quer saber mais? Clique aqui e agende seu horário.